.


Mundiais

A Federação Brasileira de Taekwon-Do ITF, sem colaboradores, sem patrocinadores e sem apoio governamental assim como todos  os esportes amadores neste pais, reconhece o esforço e dedicação de todos seus atletas que durante os últimos anos colaboraram com suor e muita coragem participando de mundiais, onde cada um teve seu papel mesmo não conquistando títulos, mas que para nós sempre serão lembrados como discípulos que acreditaram e acreditam que iniciaram em uma modalidade séria complexa e muito dinâmica, onde foram instruídos e treinados por Instrutores sempre capazes e da mesma forma dedicados à vida toda ao TAEKWON-DO.
Esperamos que a cada mundial nossos esforços sejam vistos por empunhar a nossa BANDEIRA, com orgulho e nosso povo saiba que não temos que ser reconhecidos por órgãos políticos para realizar nossas vitórias em prol de nossa nação.



HISTÓRIA DOS CAMPEONATOS MUNDIAIS - TAEKWON-DO ITF



Espanha 2013

O XVIII Campeonato Mundial Senior e XII Junior de Taekwon-do ITF aconteceu na cidade de Benidorm na Espanha de 23 a 27 de outubro com 1042 atletas de 58 países. A competição ocorreu no ginásio Palau d'esports Illa de Benidorm.


A delegação brasileira chegou dia 22 de outubro e se apresentou para pesagem dia 23 de outubro às 13:40h chefiada pelo Mestre Raul Sanchez, presidente da FBT.

O Árbitro Oficial foi Ricardo Ramirez.

O Técnico oficial foi Adan Sanchez e como assistentes Marcelo Mollica, Daniel Martins, David Kerr, Joselino Costa e Lucas Pinheiro.





A delegação brasileira teve os seguintes atletas:
Adan Sanchez - Luta Masculina Senior até 70kg
André Schievenin - Luta Masculina Senior até 78kg e Téc. Especial Masculina Senior
Caio Batista - Luta Masculina Junior até 68kg, Forma Masculina Junior de 1º Dan, Téc. Especial Masculina Junior e Teste de Potência Masculina Junior
Celina Loyola - Luta Feminina Senior acima de 75kg
Daniel Martins -Luta Masculina Senior acima de 85kg e Forma Masculina Senior de 4º-6º Dan
David Kerr -Luta Masculina Senior até 78kg
Edivaldo Gusmão - Luta Masculina Senior até 63kg
Fabrício Ferreira - Luta Masculina Junior até 56kg e Forma Masculina Junior de 1º Dan
Isadora do Carmo - Luta Feminina Senior até 68kg e Forma Feminina Senior de 1º Dan
Joselino Costa - Luta Masculina Senior até 63kg
Luiz Quintas - Luta Masculina Senior até 57kg e Forma Masculina Senior de 3º Dan
Luana Pinheiro - Luta Feminina Senior até 50kg e Forma Feminina Senior de 2º Dan
Lucas Pinheiro - Luta Masculina Senior até 57kg e Forma Masculina Senior de 3º Dan
Mara Galbiati -Luta Feminina Senior até 62kg e Forma Feminina Senior de 4º a 6º Dan
Rhapaella Oliveira - Luta Feminina Senior até 50kg e Forma Feminina Senior de 1º Dan
Rodrigo Souza - Luta Masculina Senior até 70kg

Equipe de Luta Masculina Senior composta por David Kerr, Adan Sanchez, Joselino Costa, Rodrigo Souza, André Schievenin, Técnico Daniel Martins.

Congresso

O Congresso da ITF foi realizado no dia 23 de Outubro no Terraço de Cristal do Hotel Bali em Benidorm, com a presença de representantes de 58 países. Mestre Raul Sanchez (8º Dan), presidente da FBT nos representou. O Mestre informou que a ITF foi aceita na TAFISA (Associação Internacional Esporte para todos) dando assim um passo mais para conquistar o reconhecimento e conseguir a presença do Taekwon-Do ITF nas Olimpíadas, nas Escolas, Universidades e Estabelecimentos Esportivos.

Durante o congresso foi confirmada a Copa do Mundo em Agosto de 2014 na Jamaica e o Campeonato Pan-Americano em Outubro 2014 – Paraguai.

Mestre Raul Sanchez agradeceu a presença e o esforço realizado de todos oficiais e atletas para o Mundial de 2013.




Nova Zelândia 2011

No dia 8 de Março foi realizado na Arena o Curso de Árbitros a cargo do Mestre Alberto Katz e o SabumNim Kurt. Foram introduzidas algumas mudanças na modalidade técnica especial e foi confirmado o uso obrigatório do capacete na modalidade Combate para todas as idades e graduações em todas as competições oficiais da ITF.

O Campeonato Mundial XVII Sênior e o XI Junior de Taekwon-Do da ITF se iniciou no dia 9 de março de 2011 com uma cerimônia de abertura muito emotiva. As autoridades destacadas foram recebidas com um tradicional "Pohwhiri" maorí.

Mas de 500 competidores de 42 países se encontraram na Arena de Wellington, Nova Zelândia para enfrentar-se no principal evento de ITF, o Campeonato Mundial, presentes: Afeganistão, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Cook Islands, Escócia, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, Grécia, Holanda, Hong Kong, Índia, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Itália, Jamaica, Japão, Nepal, Nova Zelândia, Noruega, Paraguai, Polônia, Porto Rico, Rússia, Slovakia, Slovenia, Suécia Suíça, Trinidad e Tobago, Ucrânia, Uzbequistão, Vietnam, Walesa.

Brasil esteve representado pelo Mestre Raul Sanchez, presidente da FBT, que assumiu o trabalho de Árbitro como presidente de Mesa e os seguintes atletas:

 Caio Brihy, Junior Combate Individual, ganho no primeiro combate e perdeu no segundo

 Mara Galbiati, Sênior Combate Individual Peso Leve

 Fernanda Kinshoku Sênior Combate Individual Peso Pesado

 Julia Oliveira, Sênior Forma Individual, 2º Dan

 Luiz Quintas Sênior Masculino Combate Individual Peso Pluma e Sênior Masculino Forma Individual 3º Dan

 David Kerr Sênior Masculino Combate Individual Peso Pesado, ganha o primeiro combate e perde no segundo.

Luiz Quintas se sagra campeão Mundial na modalidade Combate Individual Peso Pluma. Categoria com 12 atletas de excelente nível técnico. Uma medalha suada e merecida depois de outras brilhantes atuações nos mundiais passados.

O placar geral ficou encabeçado pela Nova Zelândia com 20 medalhas de ouro 12 de prata e 10 de bronze, seguido pela Argentina com 9 de ouro 3 de prata e 13 de bronze e Polônia com 8 de ouro 13 de prata e 8 de Bronze. O Brasil ficou na 14ª colocação com uma medalha de ouro.

Na quinta Feira foi realizado o Congresso da ITF onde foi eleito pelos representantes o novo Comitê da ITF. GM Pablo Trajtenberg é o novo presidente da ITF, Master Paul Weiler, Vice-Presidente Sênior, Master Clint Norman, Vice-Presidente, GM Javier Dacak Vice-Presidente, Master Juan Ferrando como Secretário, GM Tom MacCallum como Tesoureiro, e GM Wim Bos como Diretor.






Argentina 2009

No campeonato Mundial da Argentina de 2009 o Brasil conquista os seguintes pódios:

CATEGORIA SENIOR
- Bruno Furtado - Bronze em luta individual masculina até 63kg
- Thiago Preto - Bronze em luta individual masculina até 71kg
- David Kerr - Bronze em luta individual masculina até 80kg
- André Schievienin - Prata em Técnicas Especiais

CATEGORIA JUNIOR
- Luana Pinheiro - Bronze em luta individual feminina até 45kg

 



Canadá 2007




















Mais de 1000 atletas de 60 países se encontraram na Cidade de Québec.

Nesta edição o campeonato mundial de Júnior e Sênior foram realizados simultaneamente e transmitido ao vivo pela internet.



DELEGAÇÃO BRASILEIRA

Mestre Raul Sanchez – Chefe de Delegação

Árbitros:Raul Sanchez e Ricardo Ramirez

Técnico: Rodrigo Lourenço

Auxiliares Técnicos : Cláudio Pinsdorf e  Philippe Rangel









































Atletas
:
André Schievenin, Arthur Garbe, Bruno Furtado, Cláudio Pinsdorf, David Kerr,
Fernanda Kinshoku, Gilberto Moura, Heitor Sampaio, Luiz Quintas,
Leonardo Pacheco,
Lucas  Lupinacci, Philippe Rangel, Rafael Leite, Rafael Marciano, Rafael Silveira,
Rangel Farias, Tamires Sanchez e
Thiago Preto.

David Kerr: conquista o 4º título Mundial (1997 Rússia, 1999 Argentina, 2001 Itália e 2007 Canadá), além do Vice Campeonato em 2003 Polônia.
Mudando de categoria (peso pesado)o título veio após cinco lutas.
A final foi contra o talentoso argentino Jonathan Batista.
Participou da equipe de luta, técnicas especiais e técnica de potência onde partiu todas as placas.






Bruno Furtado:
conquistou o vice campeonato em luta até 63Kg, chegando a final com o atleta inglês Matt Cadle.
Participor da equipe de luta, técnicas especiais e potência.

















Luiz Quintas:
conquistou a medalha de prata em luta até 54Kg, perdendo na final para o campeão canadense Maxime Bujold.
 
Também participou em forma por equipe.



























André Schievenin:
3º Lugar em Técnicas Especiais Individual ( bronze ).
Em formas de 2º Dan perde na primeira rodada para o atleta de porto Rico.
Participou tambem em forma individual e por equipe.














Leonardo Pacheco: atleta Juvenil em lutas na categoria até 58Kg, ficou com o bronze, perdendo para o inglês S. Rahman que se consagrou campeão mundial.
Participou em formas 1º Dan e na equipe de luta, técnica especial e potência.

















Rafael Marciano:
4º lugar na modalidade luta júnior até 70 kg.
Participou da equipe de luta, técnicas especiais e potência, onde partiu todas as placas com giro.









Gilberto Moura: 5º Lugar em Formas de I Dan.
Participou também na equipe de formas e na de potência.


Rafael Leite: participou na equipe de formas e teste de potência, onde partiu todas as placas com chute circular.

Rangel Farias: participa em luta individual e por equipe, onde obtém uma vitória.
















 

 

Cláudio Pinsdorf: 6º colocado em teste de potência com 20 pontos.
Participou também em formas de 4º Dan.
Heitor Sampaio:  participou da equipe de luta, técnicas especiais e potência.



Philippe Rangel:participou da equipe de luta onde obteve um empate sobre a equipe da Holanda.


Thiago Preto: participou em luta individual (uma vitoria) e por equipe, onde obteve uma vitória encima da Holanda, tambem participou por equipe em, técnicas especiais e potência.

Lucas  Lupinacci: participou de luta por equipe.
 

Arthur Garbe:
participa de forma individual de 1º Dan, equipes de luta onde obtém uma vitória, técnica especial e potência.

Rafael Silveira:Participou de forma de 1º Dan e das equipes de luta, técnica especial e potência.














Tamires Sanchez:
participaou em luta individual e forma 1ºDan.


Fernanda Kinshoku: paticipou em forma de 2º Dan, luta individual e teste de potência individual.


Destaques:

Neste campeonato se sagraram TETRA campeões mundiais David Kerr e Julia Cross.

JULIA CROSS (uma atleta exemplar)
 

A escocesa Julia Cross, faixa preta 3º Dan é tetra campeã mundial em luta até 58 kg (99,03,05 e 07) e bi campeã mundial em forma de 3º Dan (03, 05) e 14 vezes campeã européia (91, 94, 96, 97, 99, 00, 01, 02, 04, 05, 06, 07)

 















Alemanha 2005

 

 

 

Luta Masculino Individual
Philippe Rangel     +80Kg ( BRONZE )
David Kerr               -80Kg   

Thiago Preto           -71Kg

Bruno Furtado        -63Kg

Luiz Quintas            -54Kg


















Luta Individual Feminino

Fernanda Kinshoku  -63Kg   

Mara Galbiati              -58Kg
























Luta Masculino Equipe

Philippe Rangel  -  David Kerr    Rangel Faria    Thiago Preto    Bruno Furtado    André Schievenin

Formas Masculino

Ricardo Ramirez
Forma individual III Dan

André Schievenin
Forma individual II Dan

Luiz Quintas
Forma individual I Dan

 

Formas Feminino

Fernanda Kinshoku -> Forma individual II Dan

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Técnicas Especiais Masculino - Equipe -( PRATA )  

Philippe Rangel    David Kerr    Rangel Faria    Thiago Preto    Bruno Furtado    André Schievenin




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Técnicas especiais por equipe

 

1 Nova Zelândia

2 Brasil

3 Hungria

4 República Checa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Classificação geral por países

 

1 Polônia

10 Inglaterra

18 Grécia

2 Argentina

11 Estados Unidos

20 Porto Rico

3 Alemanha

12 Japão

20 Espanha

4 Nova Zelândia

13 Canadá

20 País de Gales

5 Finlândia

14 Suécia

20 Uzbekistão

6 Slovênia

15 Bélgica

20 Itália

7 Escócia

15 Hungria

20 Kirgistão

8 Romênia

15 Brasil

20 República Checa

9 Irlanda

18 Ukrânia

 

 

 


 

Polônia 2003

Sem a participação da poderosa equipe norte coreana o bloco europeu ganha força e a equipe polonesa assume o posto de melhor equipe mundial.(Todos os integrantes da equipe polonesa recebem ajuda de custo do governo polonês e custeamento de todas as viagens para campeonatos).
Com a participação de 40 países o Taekwon-Do mundial começa a se adaptar ao estilo europeu de arbitragem e técnica. Na categoria de luta o controle do excesso de contato nos golpes é maior e os pontos apenas marcados para os golpes “perfeitos”, fazendo com que os atletas prefiram técnicas simples e eficientes. O Taekwon-Do ganha mais um Tri-Campeão mundial, o slovênio: Tomaz Barada.

Acontecimentos

Neste campeonato a utilização de luvas que protegem o dedo polegar é obrigatória. Este material é de melhor qualidade que o anterior por evitar mais as lesões causadas por socos. A organização reconhece algumas falhas no empréstimo deste material.

O técnico Sr. Paulo de Tarso, faz sua última participação após 5 campeonatos mundiais no comando da seleção brasileira. (Malásia, Rússia, Argentina, Itália e Polônia)

Mara Galbiati participa de seu 5º Campeonato Mundial e é a atleta brasileira com o maior número de participações neste evento.David Kerr em busca de seu quarto titulo mundial, perde na final e fica com o vice campeonato com  mais uma brilhante participação.

Para ver imagens do mundial  direto do site da Federação da Pôlonia clique no link e vá em movies
http://www.pztkd.lublin.pl/eng/index.html

O Brasil obtém a 15ª colocação no quadro de medalhas.


Atletas:

- André Schievenin
- Bruno Furtado
- Cláudio Pinsdorf
- Daniel Abissamra
- David Kerr
- Emílio Rodrigues
- Fernanda Kinshoku
- Julia Oliveira
- Luciana Januzzi
- Luiz Quintas
- Mara Galbiati
- Philippe Rangel
- Rangel Farias
- Ricardo Ramirez
- Rodrigo Lourenço

Melhores Resultados:

LUTA – MASCULINO

David Kerr
Vice–Campeão Mundial na categoria de 63 – 71 Kg.
Daniel Abissamra 
3º colocado na categoria até 54 kg.
Philippe Rangel
3º colocado na categoria de 71 – 80 Kg.

LUTA – POR EQUIPE MASCULINO

3ª colocada (Bruno Furtado - David Kerr - Emílio Rodrigues - Philippe Rangel - Rangel Farias
Reserva: Rodrigo Lourenço)

Técnico: Paulo de Tarso R. Maltez

Dirigente: Sr. Raul Hector Sanchez


 


Itália 2001

O Campeonato Mundial da Itália foi realizado na famosa cidade de Rímini, onde aconteceu a última participação da poderosa equipe Norte Coreana e de muitos países do leste europeu e Ásia.
Após a morte do General Choi Hong Hi o bloco Asiático comandado por Park Jun Soon e outro bloco com algumas escolas argentinas comandadas pelo Choi Jung Hwa, filho do General Choi, não participaram mais dos campeonatos oficiais.
Estes dissidentes não aceitaram a legitimidade dos regulamentos da ITF e decidiram por se afastarem das competições oficiais e montam circuitos paralelos regidos por outras federações, também chamadas de International Taekwon-Do Federation. Este fato gerou muitas brigas jurídicas ao redor do mundo e as últimas notícias são favoráveis a ITF presidida pelo Sr. Trân Triêu Quân.

O Brasil é internacionalmente reconhecido pelo tri-campeonato de David Kerr e também por ganhar também medalhas nas modalidades: “Técnicas Especiais” com Leonardo Capote e em “Teste de Potência” com Romildo Amaral.

Acontecimentos

David Kerr se torna Tri-Campeão Mundial e recebe o troféu de melhor atleta masculino nos últimos 3 Campeonatos Mundiais, na premiação a organização não tinha o hino nacional brasileiro e o Sr.Reginaldo Siaca empunhou o microfone e cantou nosso hino,motivo de grande entusiasmo para todos os presentes.

A medalha de prata de Leonardo Capote tem gosto de ouro. Na final da modalidade de Técnicas Especiais a máquina que segurava o alvo para o chute decisivo não estava presa e acabou prejudicando nosso atleta. Mesmo com a tentativa de recurso a decisão não foi alterada.Leonardo Capote tornasse o primeiro brasileiro a conseguir medalha em Técnicas Especiais.

Romildo Amaral é o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha em Teste de Poder. Todo seu esforço por sua rotina de treino pesada e muitas vezes sacrificante é recompensada neste mundial.

O Brasil obtém a 7ª colocação no quadro de medalhas.


Atletas:

- Alberto Paiato
- Alexandra Camolesi
- Daniel Abissamra
- David Kerr
- Emílio Rodrigues
- Fernanda Kinshoku
- Luciana Januzzi
- Leonardo Capote
- Mara Galbiati
- Priscila Kinshoku
- Rangel Farias
- Ricardo Ramirez
- Rodrigo Lourenço
- Romildo Amaral
- Wandyr Pedão

Técnico: Paulo de Tarso R. Maltez

Dirigente: Sr. Raul Hector Sanchez

Melhores Resultados:

LUTA – MASCULINO

David Kerr
Tri–Campeão Mundial na categoria de 63 – 71 Kg.

TÉCNICAS ESPECIAIS

Leonardo Capote
Vice-Campeão Mundial

TESTE DE POTENCIA

Romildo Amaral – 3º Colocado

   


Argentina 1999

No campeonato Mundial da Argentina o Brasil ganha sua primeira medalha por equipe. O favoritismo de David Kerr é confirmado com seu Bi-Campeonato Mundial. Daniel Abissamra ganha sua segunda medalha, só que agora, se torna Vice-Campeão Mundial em Luta. Carolina Melo com muita garra obtém o 3º lugar em luta na categoria de 58 à 63 Kg., duas categorias acima de seu peso (52kg.).

Este foi um dos mais longos Campeonatos Mundiais, teve início em 31 de agosto e encerramento no dia 5 de setembro de 1999. O campeonato aconteceu em 3 cidades diferentes, Buenos Aires, Rosário e Mar del Plata.
Após o credenciamento em Buenos Aires metade das delegações foram para Mar del Plata disputar as eliminatórias por equipe e a outra metade incluindo a delegação brasileira foi para Rosário.
Após as eliminatórias as delegações retornaram para Buenos Aires e foi realizado no luxuoso Luna Park, em um ambiente escuro com luzes apenas para a área de competição e dois telões enormes.

Acontecimentos
O ônibus fretado para levar a delegação do Brasil e Moldovia para Rosário demora 8 horas para chegar ao seu destino após o embarque dos competidores. Esta viagem poderia ter sido feita em 2 horas e meia.

Daniel Abissamra empata com o coreano na final até 54 kg. e se torna o primeiro brasileiro com medalhas em duas categorias diferentes (Formas 97 e Luta 99)

Wandyr Pedão torce o tornozelo em um buraco no tatame de aquecimento e faz a semifinal por equipe(que ja perdia por 2x1)  com o pé muito inchado (fato que ao chegar ao Brasil constatou rompimento de 3 tendões e 10 meses de fisioterapia).Ainda disputou em Teste de Potencia e Técnicas Especiais
Wandyr, apoiado pelo técnico Paulo de Tarso e Raul Sanchez não desapontou e empatou a luta.

A presença do General Choi neste evento foi mais uma das
agradáveis surpresas.

O Brasil obtém a 9ª colocação no quadro de medalhas.

Atletas:

- Ana Lucia Menezes
- Alexandra Camolesi
- Carolina Melo
- Daniel Abissamra
- David Kerr
- Edimir Kawacubo
- Philippe Rangel
- Juçara (Sul)
- Julia (Cho)
- Leandro (RJ)
- Leonardo Capote
- Mara Galbiati
- Luiz Capote
- Ricardo Ramirez
- Rodrigo Lourenço
- Wandyr Pedão


Dirigentes:
Sr. Raul Hector Sanchez
Sr. Djalma Clementino dos Santos

Melhores Resultados:

LUTA – MASCULINO

David Kerr – Bi–Campeão Mundial na categoria de 63 – 71 Kg.
Daniel Abissamra – Vice–Campeão Mundial na categoria até 54 kg.

LUTA FEMININO

Corolina Mello – 3ª colocada em luta na categoria de 58 à 63 Kg.

LUTA - EQUIPE MASCULINA

3ª colocada

David Kerr - Leonardo Capote - Luis Capote - Philippe Rangel – Wandyr Pedão
Reserva: Edimir Kawacubo

Técnico: Sr. Paulo de Tarso R. Maltez
Assistente técnico: Cláudio Pinsdorf









   


RÚSSIA '97 - Participaram 77 países
Saint Petersburgo, antiga cidade dos Kzares(Leningrado) foi eleita para receber o X CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF.
Mais uma vez a delegação da Coréia do Norte confirmou ser a numero um, levando quase 50% das medalhas de ouro, seguida pela Polônia em segundo e Rep.Checa em terceiro.
A grande surpresa deste mundial foram Brasil e Rússia, que junto aos novos paises da antiga U.R.S.S, Tajiquistão, Uzbequistão e Kirgistão, mostraram grande evolução.

O Brasil entra definitivamente para historia do Taekwon-Do.
Graças as quatro medalhas e a excelente preparação dos atletas pelo seu técnico Sabum Nim Paulo de Tarso.
A conquista de David Kerr ( PRIMEIRA MEDALHA DE UM ATLETA BRASILEIRO), vencendo a final de luta individual contra o ate então consagrado tri campeão mundial o canadense, Paul Germain apos uma final emocionante de 3 rouds repetindo o feito do Pan-americano de 1996.
Daniel Abissamra que traz a medalha inédita em formas onde enfrentou a maior chave do torneio.
Murilo Barbosa
com seu estilo simples e eficiente de luta, chega a final mas perde para o jovem escocês de 19 anos e fica com a prata.
Ana Lucia com toda dificuldade para ir ao mundial se supera e traz a única medalha feminina em luta.
Andre Conchon luxa o ombro na sua terceira luta e é retirado das competições.



 
                                      








Atletas:

- Ana Lucia Menezes
- Alexandra Camolesi
- André Conchon
- Alberto Paiato
- Charif Honsi
- Daniel Abissamra
- Daniel Honsi
- David Kerr
- Philippe Rangel
- Mara Galbiati
- Murilo Barbosa
- Renato Caseiro
- Romildo Amaral
- Rosangela Caseiro
- Wandyr Pedão

Melhores Resultados:

LUTA – MASCULINO

David Kerr
Campeão Mundial na categoria de 63 – 71 Kg.
Murilo Barbosa
Vice–Campeão Mundial na categoria de 71 – 80 Kg.

LUTA – FEMININO

Ana Menezes – 3ª Colocada na categoria até 52 Kg.

FORMAS – MASCULINO

Daniel Abissamra – 3º Colocado em formas de 1º Dan.

Técnico: Paulo de Tarso R. Maltez

Dirigentes:

Sr. Raul Hector Sanchez
Sr. Djalma Clementino dos Santos

 
 

MALÁSIA '94 - Participaram 70 países
Kuala Terengganu, Julho a Ásia era sede de mais um Mundial, o IX CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF. O evento contou com o patrocínio do Rei da Malásia.
A Malásia um país com aproximadamente 20.000.000 de habitantes e muito quente colaborou com o torneio gastando 2.000.000 U$ e assim proporcionou o mais luxuoso mundial já realizado.
Com mais de 850 competidores inscritos distribuídos entre 70 Paises, os destaques foram Coréia do Norte, Argentina, Alemanha, Canadá, Polônia, Rússia e Irlanda acompanhados de Mongólia, Tajikistão, Grécia e Ucrânia.

Brasil participa com uma boa delegação,dirigente e arbitro Sabum Nim Raul Sanchez.
Sabum Nim Paulo de Tarso e Sabum Nim Claudio Sidney Lopes foram os tecnicos.
Sabum Nim Djalma Santos e Sabum Nim Tanei Campos como arbitro internacional.

Atletas:

Ana Pancho
Alexandra Camolesi
Charif Honsi
Edmir Kawakubo
Mara Galbiati,
Regiane Caseiro
Philippe Rangel,
Renato Caseiro
Wandyr Pedão
Rodrigo Campos
Pedro Borges 


 

  CORÉIA DO NORTE '92  - Participaram 66 países
Pyongyang capital da Coréia do Norte o berço do TAEKWON-DO aconteceu o VIII CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF.
Para este evento a  Coréia construiu especialmente um estádio monumental com capacidade para 25 mil espectadores
A Argentina reafirma seu avanço técnico e conquista o 2° Lugar entre 66 Paises competidores superada apenas pelos donos da casa e superando grandes potencias como Canadá e Alemanha.

O Brasil foi representado pelo Chefe da delegação e arbitro internacional Sabum Nim Raul Sanchez e uma equipe de 3 competidores:
Andre Conchon,Carlos Gallo e Edimir Kawakubo.


CANADÁ '90 Participaram 51 países
Brasil participa pela primeira vez com 4 atletas e 3 oficiais
..

Dirigentes:

Sabum Nim Raul Sanchez e Sabum Nim Djalma Santos
Arbitro: Sabum Nim Tanei Campos
Atletas: Claudio Sidney Lopes,Paulo Farias de Souza,Eduardo Batista de Queiroz e Rafael

Agosto, Montreal volta a ser o palco do VII MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF,que contou com 50 Paises e o maior numero de atletas registrados ate este evento.
Com esta quantidade de competidores foi possível ver o quanto o TKD-ITF havia progredido no mundo.
Paul Germain (Canadá) reafirma sua competência e vence mais um mundial chegando ao tri-campeonato, Noemi Prone (Argentina) conquista a medalha de ouro em luta e é eleita a melhor atleta do torneio.
Coréia do Norte e Canadá demonstram ter o melhor Taekwon-Do do mundo.



   

HUNGRIA '88 - Participaram 46 países
Budapeste, em dezembro foi realizado o VI MUNDIAL com a presença de mais de 15.000 espectadores nos 3 dias deste evento.
Começava aqui a mudança na classificação geral.
Nossos vizinhos Argentinos conquistam o 3°lugar por equipe.


   

GRÉCIA '87 maio - Participaram 26 países
Neste antigo País a 700 A.C. que já incluía disputas de lutas em sua competições OLÍMPICAS foi realizado o
V CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF na cidade de Atenas
Neste evento pode-se notar ainda excessos de contato nas competições,principalmente dos Países de regime político socialista e sem intercambio.
Os Países que entenderam a nova regra para disputa de luta , estiveram sempre com a vantagem e seus atletas puderam mostrar com eficiência os pontos sem o uso de força bruta , trazendo assim aos olhos de todos a eficiência da técnica exigida pelo TAEKWON-DO ITF.



   

ESCÓCIA 84 - Participaram 23 países
GLASGOW 20 A 23 DE ABRIL DE 1984 fora realizado o
IV CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF onde a principal característica foi a quantidade de nocautes e muitas lesões, iniciando neste evento a preocupação e reformulação sobre a regra no que se dizia respeito ao excesso de contato. A Argentina começa a se destacar neste evento.




   

ARGENTINA 81 - Participaram 13 países
RESISTENCIA ,7 A 9 DE AGOSTO DE 1981. Foi o primeiro Campeonato Mundial de Arte Marcial na América Latina. O III CAMPEONATO MUNDIAL DE TAEKWON-DO ITF teve pela primeira vez a presença das equipes FEMININAS em competição. Os destaques foram Inglaterra, Irlanda, Canadá, Argentina e Paraguai , começava a surgir um grande atleta o Canadense Paul Germain.


   
78’ U.S.A - Participaram 21 países
OKLAHOMA, 9 E 10 DE SETEMBRO foi realizado o
II Campeonato Mundial com 30 delegações. Neste evento iniciou-se a utilização dos protetores de mãos e pés. Os destaques deste torneio continuavam sendo USA, Canadá e Holanda, com uma grande surpresa que foi a República Dominicana.

   
74’ CANADÁ - Participaram 27 países
I CAMPEANATO MUNDIAL
4 e 5 de outubro em MONTREAL foi disputado o primeiro campeonato mundial com mais de 21 Paises e aproximadamente 40 mil espectadores durante os dois dias de competições. Os destaques da época foram os USA, Canadá e Holanda, já os atletas que se destacaram foram Don James USA (luta), Javier Dacar, Argentina (Técnica de Potencia ).
   



FBT © 2003 - All rights reserved
ITF’s Official Website: www.tkd-itf.org